5 dicas para melhorar as finanças do seu e-commerce

AUTOR Equipe Nairuz / Data 18 dezembro, 2017 / Categoria: Gestão de E-commerce

Melhorar finanças do seu e-commerce

Para cuidar das finanças de qualquer empresa, é necessário que o empreendedor tenha muita atenção. Esta é a parte mais delicada da execução do negócio. Embora tenha uma pessoa ou mesmo uma equipe para lidar com os números, é essencial que o empresário esteja sempre ciente do que está acontecendo. Afinal, todos os detalhes são importantes para fechar as contas no final do mês.

Para cuidar das finanças do seu e-commerce, você não precisa super-sofisticar. A empresa precisa ter suas despesas fixas mais leves. Somente os necessários.

As 5 dicas para melhorar as finanças do seu e-commerce

Um bom planejamento pode simplificar o cuidado com as finanças. E não precisa de relatórios complexos, com relatórios poucos, mas efetivos, é possível promover um excelente gerenciamento em sua empresa. Para isso, destaco cinco etapas indispensáveis para organizar e manter as finanças de qualquer negócio saudável, são:

1) Inventário

A informação é poder em qualquer negócio. Portanto, o empresário precisa analisar a situação de sua empresa, tais como: estoque, recebíveis (em que termo), contas a pagar e ativos fixos. Isso deve estar na ponta do lápis. Alguns índices podem ajudar a mostrar se a empresa possui recursos financeiros suficientes para cobrir seus compromissos

2) Planejamento

Com toda a informação sobre o seu negócio em conjunto, antes de começar o mês, é muito importante fazer um planejamento de orçamento. Este é um processo contínuo e ativo que reunirá ações integradas e direcionadas para alcançar um objetivo mais rápido e eficientemente através de decisões tomadas antecipadamente.

Este processo também permite que os erros sejam evitados e, quando cometidos, identificados, corrigidos e não repetidos pelas mesmas razões. Esta é a fase em que o empresário deve saber o quanto ele terá em renda, quanto ele gastará e, especialmente, qual é o lucro ou prejuízo esperado para o mês.

3) Fluxo de caixa

É essencial que o empreendedor seja claro sobre os influxos e as saídas de dinheiro que ele terá, pelo menos, dia a dia nos próximos 60 dias. Isso dará segurança na gestão do negócio para garantir que seja possível comprar mais bens, desde que seja necessário e se for necessário antecipar os recebíveis.

Além disso, é muito importante realizar a conciliação bancária de forma correta, para ter controle sobre a parte financeira interna de um negócio e as movimentações da conta ou das contas de uma empresa.

4 ) DRE

O DRE é nada mais do que a Demonstração do Resultado do Ano. O relatório é para o empreendedor saber se seus negócios têm sido lucrativos ou não. Há muitas maneiras de fazê-lo, no entanto, o mais básico é suficiente, bem como muito simples.

Você começa o mês com receita bruta, tira os impostos e obtém a receita líquida. Após esta etapa, você remove as despesas variáveis e obtém sua margem de contribuição. Então, subtrair as despesas fixas para chegar ao lucro operacional. Finalmente, depois de deduzir o imposto de renda, ele atinge o valor final do seu lucro líquido.

Este relatório deve ser feito mensalmente, mostrando as receitas, despesas e resultados do mês. Uma vez feito, com seu planejamento de orçamento, você poderá enfrentar seu DRE mensal e descobrir se você está melhor ou pior do que você deseja.

5) Preço e custo

Este é o lugar onde muitos empresários dão errado. Mas é extremamente importante conhecer os custos dos produtos ou serviços que você vende. Portanto, é mais fácil definir o preço de venda e saber se você pode dar um desconto, e quanto, atrair seus clientes ou competir em seu mercado.

O preço não pode ser estipulado de acordo com o mercado sem calcular a situação financeira do seu negócio. Para o preço, é necessário analisar os insumos, as despesas fixas, o lucro e a carga tributária da empresa. Se o valor estiver acima do mercado, basta repensar sua margem de lucro para poder se encaixar.

5 dicas para melhorar as finanças do seu e-commerce! - Blog Nairuz Consultoria

5 dicas para melhorar as finanças do seu e-commerce!

Além desses pontos, observe o prazo que você está pagando aos seus fornecedores. Não deve ser muito mais longo do que o prazo de estocagem da mercadoria, além do termo que estamos dando clientes. Se isso estiver acontecendo, você pode sofrer uma escassez de dinheiro. E não há como vender mais. Isso agravará ainda mais a situação.

Entendeu como pode melhorar as finanças do seu e-commerce? Compartilhe sua experiência com a gente!

Após a leitura do artigo melhorar as finanças do seu e-commerce, você possuí alguma dica complementar? Deixe nos comentários abaixo que breve respondemos e publicamos aqui em nosso blog.

Você pode se interessar também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *